Dropbox não é só armazenamento

Recentemente, precisei de um arquivo que havia armazenado na minha Dropbox. Ao navegar pelas pastas, descobri que o arquivo que eu procurava foi deletado dias atrás durante a exclusão de algumas pastas que julguei sem importância.

Enquanto tentava me lembrar onde mais poderia ter armazenado esse arquivo, me ocorreu que uma vez que enquanto acessava minhas configurações no site do Dropbox, havia observado uma opção de menu chamadas ˜Events˜ e que essa opção listava as alterações recentes dos arquivos na conta. Resolvi retornar ao site, quem sabe não há algum mecanismo de backup?
Ao acessar o menu “Events” e navegar pelas alterações realizadas, para minha surpresa ( e felicidade ),encontrei meu arquivo lá. 🙂

O legal é que o Dropbox grava cada alteração. Baseado nisso, recuperei a última versão do arquivo que eu precisava.;)

Mas eis que surge uma dúvida, se minha conta tem 2 GB e o Dropbox versiona as alterações dos arquivos, qual o espaço real atribuído a cada usuário ?

Dropbox não é só armazenamento

Olha o marketing dos caras :
Events gives you a timeline of everything that’s happened in your Dropbox since the beginning of time.

Removendo espaços utilizando comandos do linux

Uma maneira simples de remover espaços através da console do Linux, é através do comando tr, esse comando permite a troca de caracteres. Nesse exemplo, como estamos buscando remover espaços, utilizaremos a opção “-d” que deleta as ocorrências encontradas.

echo ” teste de mensagem com espaço. ” | tr -d ” “

Deverá ser apresentada a mensagem :

testedemensagemcomespaço

Para tratamento de arquivo por exemplo, podemos realizar uma varredura do arquivo e gerar um novo arquivo com a saída alterada.

🙂

Buscar maiores arquivos no linux

Utilizadores de linux que dominem os recursos do shell, podem ser muito mais produtivos ao utilizar as ferramentas que o shell oferece.

Nesse post, pretendo apresentar como realizar a busca dos maiores arquivos no disco e apresentá-los em uma lista, deixando a cargo do usuário o que fazer com os arquivos.

O comando para buscar arquivos no linux chama-se Find.

Adicionando alguns pipes, podemos listar arquivos e seus respectivos tamanhos:

Exemplo para arquivos com mais de 100 K:

find . -type f -size +100k -exec ls -lh {} \; | awk ‘{ print $9 “: ” $5 }’

😉