Melhore a performance do seu site

Durante o projeto de um tema WordPress no qual usamos muitas imagens de alta definição  ( Faça um tema customizado para o seu negócio ), notei que o tempo de carregamento da página não estava satisfatório. Assim, tivemos que lançar mão de várias técnicas para acelerar o carregamento da página tanto para mobile quanto para diversas resoluções diferentes no desktop.

Abaixo, compartilho alguns links onde podemos avaliar o tempo de carregamento de páginas Web, alguns deles dão dicas valiosas de como acelerar o carregamento da sua página.

https://www.webpagetest.org

https://developers.google.com/speed/pagespeed/insights/

https://gtmetrix.com

https://loadimpact.com

http://www.monitis.com/pageload/

https://www.dotcom-tools.com/website-speed-test.aspx

Dicas :

Carregue primeiro o que será visto primeiro –  Se possível, mova folhas de estilos e adie a carga de Javascript para depois do conteúdo.  Esses componentes costumam carregar a carga da página no browser, tornando-a mais lenta.

Reduza imagens – Esse é um ponto importante, imagens tomam tempo importante no processo de carga. Mas, reduzir a imagem não significa perder qualidade. Afinal, ninguém quer o seu site com imagens de qualidade ruim. Existem algumas ferramentas online que reduzem o tamanho das imagens sem a perda da qualidade. Recomendo o TinyJPG. Outro ponto que melhora muito o desempenho é ter imagens com dimensões adequadas ao tamanho que será apresentado, sem ficar redimensionando na tag HTML.

Evite usar conteúdo linkado de outros sites – Esse é um ponto controverso, pois quando usamos outro site, o nosso servidor libera recursos para processar outra parte da página. Porém, abrimos mão da manutenção da disponibilidade do conteúdo. E nesse momento, a carga do site pode ser tornar lenta se o servidor remoto demorar demais para responder.

Comprima os arquivos – Se há a possibilidade de habilitar a compressão de arquivos no seu servidor, use-a. Embora o servidor tenha que efetuar uma tarefa a mais, poupamos recursos de banda.

Simule a navegação do site em redes de baixa velocidade – Tenha a mesma experiência que seus usuários em redes compartilhadas ou de baixa velocidade.

Teste em muitos browsers – Tenha os mais comuns instalados na sua máquina.

Espero que essas dicas tenham lhe ajudado.

 

Deixe uma resposta